Por conta dessa grande mudança que vem tendo no meio ambiente, os países veem cada vez mais a necessidade de serem sustentáveis, foi nessa busca que surgiu o biodiesel.

O biodiesel surgiu com a intenção de reduzir o impacto que os combustíveis usuais causam no meio ambiente por conta da emissão de CO2.

Por ser produzido através de fontes renováveis, o biodiesel tem desempenhado um papel importante na redução da dependência de combustíveis fósseis e na mitigação das consequências das mudanças climáticas.

Fiquem ligados que hoje falaremos sobre esse tipo de combustível, suas vantagens e desvantagens e qual a situação do mesmo no Brasil.

Índice

O que é biodiesel? 

O biodiesel é um combustível líquido renovável, biodegradável, obtido a partir de fontes sustentáveis, como óleos vegetais e gorduras animais. 

Isso significa que a sua produção e a sua queima nos motores dos veículos é muito menos ofensiva ao meio ambiente quando comparado com os combustíveis tradicionais.

A matéria-prima para o biodiesel pode ser derivada de diversas fontes, como girassol, babaçu, amendoim, soja, mamona e dendê, as quais são submetidas a uma reação química com álcool, geralmente etanol ou metanol, catalisada para acelerar a transformação.

A primeira ideia do biodiesel surgiu no final do século XIX, quando Rudolf Diesel, o inventor do motor a diesel, viu a possibilidade de usar óleos vegetais como combustível para seus motores. 

No entanto, foi apenas a partir da década de 1970, impulsionado pela crise do petróleo e crescente preocupação com as mudanças climáticas que vêm ocorrendo, que o biodiesel ganhou destaque e interesse no mercado mundial.

Os avanços tecnológicos recentes têm contribuído para posicionar o biodiesel como uma alternativa vital na busca por uma fonte energética mais sustentável e na redução da dependência dos combustíveis fósseis. 

Sua capacidade de aproveitar matérias-primas renováveis e biodegradáveis o coloca como um dos protagonistas na mudança para um futuro mais sustentável e consciente com o meio ambiente.

Para que serve o biodiesel?

O Diesel é um combustível muito utilizado em veículos de grande porte. 

Esse combustível é considerado um dos mais poluentes e nocivos ao meio ambiente, o que precisa de atenção maior ainda pois as consequências estão chegando mais cedo do que esperávamos.

Foi com essa necessidade de controlar os estragos causados no meio ambiente e pelo motivo do diesel tradicional não ser renovável, que surgiu o biodiesel.

Assim como o diesel, o biodiesel pode ser usado como combustível em uma ampla variedade de motores, incluindo os utilizados em veículos, como caminhões, ônibus, tratores e automóveis, assim como em motores de máquinas industriais.

Este combustível, adequado para motores de combustão interna com ignição por compressão, também pode ser empregado na geração de energia de diferentes formas, como na produção de energia térmica.

Uma característica muito importante sobre o biodiesel, é que ele possui a capacidade de substituir o diesel de forma total. Isso significa que uma transição é muito mais simples, o que faz os setores que dependem desse combustível serem mais sustentáveis.

Qual a diferença para o diesel?

O diesel convencional é derivado do petróleo, que é um recurso não renovável de origem fóssil.

Combustíveis fósseis são formados por meio de processos naturais, como a decomposição de organismos mortos soterrados. 

Os combustíveis fósseis contêm alta quantidade de carbono, que são usados para alimentar a combustão. 

Alguns dos combustíveis fósseis mais conhecidos e utilizados são o carvão mineral, gás natural e o petróleo.

A queima de combustíveis fósseis pode causar graves danos ao meio ambiente e à saúde humana.

Por outro lado, o biodiesel, como destacado anteriormente, representa uma alternativa de combustível orgânico, ecologicamente consciente, renovável e biodegradável.

Quando paramos para analisar o impacto ambiental que ambos os combustíveis causam, conseguimos claramente perceber as diferenças.

O biodiesel consegue reduzir as emissões de dióxido de carbono em até 98% quando comparado com uma quantidade equivalente de diesel tradicional.

Além do biodiesel, vem ganhando destaque um outro termo que é o “Diesel Verde”.

Similar ao biodiesel, ele é obtido a partir de óleos vegetais ou gorduras animais. No entanto, ele passa por um processo diferente, conhecido como hidrotratamento, o que lhe confere características físicas distintas em relação ao biodiesel.

Essa variedade de opções no mercado de combustíveis sustentáveis representa um avanço significativo em direção a um futuro mais ecológico e sustentável.

Quais as vantagens e desvantagens do uso do biodiesel?

O biodiesel é uma opção muito melhor e mais sustentável que o diesel tradicional, porém, como todas as coisas, ele tem suas vantagens e desvantagens.

Vantagens do Uso de Biodiesel:

Redução das Emissões de Gases Poluentes: O biodiesel é conhecido por contribuir para a redução das emissões de poluentes, promovendo uma melhoria na qualidade do ar.

Diminuição do Efeito Estufa e da Poluição Atmosférica: Sua utilização ajuda a diminuir o impacto do efeito estufa e a poluição atmosférica, contribuindo para a preservação do meio ambiente.

Fonte de Energia Renovável e Limpa: Sendo derivado de fontes renováveis, o biodiesel é considerado uma forma de energia limpa, o que é vital para a sustentabilidade a longo prazo.

Substituição de Combustíveis Fósseis: O biodiesel substitui o uso de combustíveis fósseis, reduzindo a dependência de recursos não renováveis.

Aumento da Vida Útil dos Motores: Sua utilização pode prolongar a vida útil dos motores, resultando em menor desgaste e manutenção.

Facilidade de Armazenamento e Transporte: O biodiesel é de fácil armazenamento e transporte, tornando-se uma opção conveniente.

Geração de Emprego e Renda: A produção e o uso do biodiesel contribuem para a criação de empregos e a geração de renda em comunidades locais.

Menores Custos em Comparação com o Petróleo: Em algumas regiões, o biodiesel pode ser uma alternativa econômica em relação ao diesel convencional.

Baixo Risco de Explosão: Em comparação com alguns outros combustíveis, o biodiesel apresenta um risco de explosão significativamente menor.

Não é Tóxico ou Corrosivo: O biodiesel é seguro de manusear, pois não é tóxico nem corrosivo.

Desvantagens do Uso de Biodiesel:

Aumento do Desmatamento: A produção em larga escala de matérias-primas para biodiesel pode contribuir para o desmatamento, especialmente em áreas de cultivo. Mas, em grande parte esse combustível deriva de plantações que não prejudicam o meio ambiente.

Elevação nos Custos dos Insumos: Os custos associados à produção de biodiesel podem ser mais elevados devido à necessidade de matérias-primas específicas.

Produção de Energia Mais Baixa: Em comparação com alguns combustíveis fósseis, o biodiesel pode produzir menos energia por unidade de volume.

Maior Custo em Comparação com o Diesel: O biodiesel, em algumas regiões, pode ser mais caro do que o diesel tradicional.

Poucos Postos de Abastecimento: A disponibilidade de postos de abastecimento de biodiesel pode ser limitada em comparação com os de combustíveis convencionais.

É importante considerar esses pontos ao avaliar o uso do biodiesel em diferentes contextos, levando em conta tanto os benefícios ambientais quanto às implicações econômicas e logísticas.

Como o biodiesel é produzido?

O biodiesel é produzido a partir de fontes renováveis de origem vegetal, conhecidas como biomassa. 

Isso inclui plantas como mamona, dendê, canola, girassol, amendoim, soja e algodão, além de gorduras animais como o sebo bovino e a gordura suína.

Outra alternativa viável para a produção de biodiesel é o aproveitamento de óleos usados em frituras, que podem ser reciclados para esse fim.

Todas essas matérias-primas, ajudam no desenvolvimento sustentável, pois a reciclagem de gorduras e uso de plantas, o torna mais eficaz ecologicamente. Diferente do caso dos combustíveis fósseis, essas matérias-primas estão sempre se renovando.

A fabricação desse biocombustível deve estar em conformidade com as regulamentações estabelecidas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o órgão responsável pela regulamentação das atividades relacionadas às indústrias de petróleo, gás natural e biocombustíveis no Brasil.

O processo de obtenção do biodiesel envolve uma reação química conhecida como transesterificação, na qual ocorre a interação de óleos ou gorduras com álcool para a produção do combustível.

Qual é a fonte de energia do biodiesel?

O biodiesel é considerado uma fonte de energia renovável, que substitui o uso de combustíveis fósseis. 

É produzido a partir de fontes vegetais ou animais. Por isso, é um produto natural e biodegradável com baixo teor poluente.

As principais matérias-primas para a produção nacional do biodiesel são: soja, milho, girassol, amendoim, algodão, canola, mamona, babaçu, palma (dendê) e macaúba, entre outras oleaginosas existentes no país.

Esse tipo de combustível também pode ser obtido a partir de óleos residuais e de gorduras animais.

Como o biodiesel deve ser utilizado?

O biodiesel pode ser utilizado de várias maneiras, principalmente como um substituto ou aditivo para o diesel de petróleo tradicional.

Algumas das principais formas adequadas para a utilização do biodiesel são:

Como combustível veicular: O biodiesel pode ser misturado com o diesel de petróleo convencional em diferentes proporções, criando misturas conhecidas como Biodiesel B20 (20% biodiesel e 80% diesel), Biodiesel B5 (5% biodiesel e 95% diesel) e assim por diante. Essas misturas são usadas em veículos a diesel, reduzindo as emissões de poluentes e contribuindo para a redução da pegada de carbono.

Como combustível para motores estacionários: Alguns motores estacionários, como geradores elétricos, podem funcionar com biodiesel puro ou misturas de biodiesel. Isso é especialmente útil em áreas remotas onde o acesso ao diesel de petróleo pode ser limitado.

Aquecimento doméstico: Em algumas regiões, o biodiesel é utilizado como combustível para sistemas de aquecimento residencial. O biodiesel é uma opção mais ecológica em comparação com o óleo de aquecimento tradicional.

Indústria: O biodiesel também pode ser utilizado como uma fonte de energia alternativa na indústria, substituindo o diesel de petróleo em motores e equipamentos industriais.

É importante citar que o biodiesel deve ser armazenado adequadamente para evitar problemas de qualidade, como a formação de sedimentos ou a degradação ao longo do tempo. Portanto, a conformidade com as regulamentações e as diretrizes do fabricante é essencial ao utilizar biodiesel em qualquer aplicação.

Qual a situação no Brasil?

Você sabia que o Brasil é o segundo maior produtor de biodiesel do mundo

De acordo com um estudo da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o país fica atrás apenas dos Estados Unidos em termos de produção desse biocombustível.

A soja é a principal matéria-prima para a fabricação de biodiesel no Brasil, representando cerca de 80% da produção. Outros 15% são produzidos a partir de gordura animal, e os restantes 5% têm origem em outras oleaginosas.

Graças à temperatura média anual, luminosidade e aos recursos hídricos, o Brasil possui um privilégio geográfico para a produção deste biocombustível.

As tecnologias para a fabricação desse tipo de combustível ainda estão em desenvolvimento no país, e o crescimento do setor depende de mais políticas de estímulo ao uso e à produção do biodiesel.

Apesar disso, o Brasil já é considerado um caso de sucesso no uso de biocombustíveis para o setor de transportes. O país possui a maior frota flex fuel do mundo e um sólido programa de blending, que determina a mistura de etanol na gasolina e biodiesel no diesel.

A partir de abril de 2023, a mistura de biodiesel ao diesel vendido no Brasil será de 12%. Além disso, a proposta aprovada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) estabelece o incremento de 1% ao ano, elevando o percentual de mistura obrigatória para 13% (B13) em abril de 2024, para 14% (B14) em abril de 2025 e para 15% (B15) em abril de 2026.

Essas informações fornecem um panorama abrangente do papel do Brasil na produção de biodiesel e nas políticas que visam expandir ainda mais o uso desse biocombustível no país.

Produção e consumo no mundo 

Apesar de o Brasil ser um dos maiores produtores de biodiesel no mundo, o caso não é igual quando falamos do uso desse combustível, sendo necessárias algumas campanhas de incentivo para o uso do mesmo.

No mundo, as principais produções e consumos de biodiesel mundiais estão na União Europeia (principalmente na Alemanha, França e Itália), que fornece incentivos às plantações de matérias-primas agrícolas, em áreas não-exploradas, e ainda isenção de 90% nos impostos. 

Isso aumenta o uso do combustível.

Aproximadamente metade da capacidade produtiva de biodiesel europeu está na Alemanha e a principal matéria-prima oleaginosa é a canola. 

Nos Estados Unidos, os produtores agrícolas também usufruem de incentivos fiscais e créditos, devido à necessidade de dar vazão aos estoques extras de óleo de soja, para equilibrar o excesso de oferta.

Economize na gestão de sua frota

Economizar na sua frota é importante, principalmente quando se trata das multas de trânsito.

Com a plataforma da Frota 162, você terá acesso antecipado a todas as suas multas, possibilitando economia de até 40% com o pagamento rápido, em apenas alguns cliques! 

Você também terá acesso a relatórios e dashboards para melhorar a gestão da sua frota. 

Simplifique o pagamento e a gestão das suas multas de forma ágil!

Conheça outros benefícios da nossa plataforma:

Clique abaixo para testar a nossa plataforma e aproveitar todos os benefícios!

Biodiesel o que é: Saiba as Vantagens e Desvantagens

© 2022 Frota 162 - Todos os direitos reservados.