Para evitar o acúmulo de infrações, gerando juros e moras, o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) foi criado. Como o nome sugere, ele funciona como um alerta sempre que uma multa for aplicada no veículo cadastrado.
As empresas de frota costumam sofrer bastante com o grande volume de infrações cometidas pelos motoristas, e o gestor de frotas precisa estar ciente sobre as multas de trânsito que ocorrem na empresa para conseguir gerenciá-las da melhor forma.

Por isso, vamos abordar o que o SNE pode agregar na sua gestão.

Como usar o SNE na gestão frotas

Com as alterações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em abril de 2021, o SNE (Sistema de Notificação Eletrônica) ficou mais conhecido entre os condutores e gestores de frota. A ferramenta promete uma comunicação eletrônica mais eficiente e ágil entre os órgãos de trânsito e os motoristas.

Para usufruir das facilidades do portal, é preciso que seja feito o cadastro dos dados do veículo no site. No ato, é importante ficar atento aos documentos solicitados, senão as notificações não ocorrem e o solicitante pode ficar sem receber as infrações, o que pode gerar mais custos. 

Ao se cadastrar no sistema, o usuário poderá conhecer os detalhes das multas, reconhecer a infração e então copiar o código de pagamento, fazendo o download do formulário de indicação do condutor responsável pela infração.

Além disso, o SNE apresenta alguns benefícios para quem não contestar a infração de trânsito. Ou seja, só os motoristas que se cadastrarem no aplicativo e NÃO quiserem apresentar defesa prévia nem recurso vão ter direito ao desconto no pagamento antecipado da multa.

Senatran: secretaria por trás do SNE

A Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito) é o órgão executivo do Sistema Nacional de Trânsito (SNT). Esse órgão tem autonomia técnica e administrativa sobre todo o território nacional. Foi ela que regulamentou o SNE.

Sua sede está situada em Brasília (DF) e tem como principal objetivo fiscalizar e fazer cumprir a legislação de trânsito brasileira. Assim como fazer cumprir a execução das normas e diretrizes estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A secretaria também tem atribuições para coordenar os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito e na execução da Política Nacional de Trânsito.

Houve uma mudança no direito de trânsito e isso extinguiu o órgão conhecido pelos motoristas como Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). Portanto, ele se uniu à secretaria, e assim o órgão não existe mais.

SNE previne a multa NIC

A NIC (Não Identificação do Condutor) é uma multa específica aplicada em pessoas jurídicas que, como o nome diz, não identificam o condutor que cometeu a infração com o veículo da empresa

Anteriormente, quando uma multa era aplicada a um motorista empresarial, ela era apenas paga pela empresa e os pontos eram esquecidos. Mas com a mudança no CTB em abril deste ano, a organização agora é obrigada a informar o condutor que cometeu a infração, caso contrário ela vai precisar pagar duas vezes o valor da multa originária, independentemente da quantidade de vezes que for cometida.

Por exemplo, se o condutor cometer uma infração de natureza grave, a multa aplicada será R$ 195,23. Caso o gestor não informe qual dos seus condutores a cometeu, o valor é dobrado — com a aplicação da multa NIC — e a empresa então precisará pagar R$ 390,46.

A mudança no CTB tem o fundamento de realizar o desconto dos pontos na CNH do infrator, motivo pelo qual a indicação é obrigatória e a multa, alta.

A empresa tem 15 dias para indicar o condutor que cometeu a infração pelo site do Detran do seu estado e o SNE permite que o gestor nunca perca este prazo, pois envia um alerta quando a multa é aplicada no veículo cadastrado. Dessa forma, o gestor da frota consegue avaliar o condutor infrator e então indicar sua CNH para desconto dos pontos previstos na legislação.

Como ter acesso às multas em único lugar?

A Frota 162 é uma plataforma focada em reduzir custos e demandas operacionais de trânsito. Ela realiza a otimização das atividades relacionadas ao gerenciamento de multas e condutores, centralizando todos esses dados no próprio sistema.

Assim, ela oferece uma alternativa mais eficiente ao SNE, pois mesmo que o Detran emita os alertas quando as multas são cometidas, elas não são necessariamente organizadas. É o gestor que precisa centralizá-las em uma planilha, por exemplo. 

Contudo, com a nossa plataforma, esse trabalho burocrático não é mais necessário, pois todas as informações sobre as infrações vão estar atualizadas e organizadas lá. Basta acessar e conferir a situação das multas aplicadas nos veículos da sua frota.

Em nosso sistema também é possível ter descontos ao pagar as multas com antecedência, gerando até 40% de economia, além de proporcionar outros benefícios, tais como:

E muito mais! Você terá acesso a uma consultoria personalizada e totalmente online com todos os controles e relatórios automatizados para auxiliar nas suas decisões.

Tenha uma rotina mais prática com a nossa solução em gestão de frotas! 

Como utilizar o SNE para otimizar a gestão de frota

© 2022 Frota 162 - Todos os direitos reservados.