Blog

Infrações de trânsito mais comuns: confira quais são!

Frota 162

08/08/2023

12 minutos

É muito comum que na rotina as pessoas caiam em armadilhas, ou até mesmo são desatentas, e acabam sofrendo multas e, junto com isso, algumas infrações de trânsito mais comuns tomam conta.  

Principalmente em empresas que possuem Frota própria, é muito comum notar esse padrão nas infrações de trânsito, que mesmo assim podem ser variadas. Os motoristas, seja devido à pressa, distração ou simples falta de conhecimento de leis específicas, acabam por cometer atos que infringem as leis de trânsito.

O que se deve ao fato de que, para conduzir um veículo, é necessário que tenha conhecimento e bastante atenção, pois, qualquer erro que você cometa a sua vida e a de terceiros fica em risco.

Algumas dessas infrações de trânsito mais comuns são excesso de velocidade, uso de dispositivos eletrônicos enquanto dirige, ultrapassagem inadequada, entre outras. Há diversas medidas possíveis que podem e devem ser tomadas para garantir a segurança e, além disso, economizar mais ainda com as contas no fim do mês.

Então, no artigo de hoje, iremos falar sobre as infrações de trânsito mais comuns de serem sofridas. Além disso, traremos soluções fáceis para que você possa economizar com essas multas de trânsito e ter ainda mais controle sobre elas no fim do mês.

Fique por dentro que você verá assuntos como:

Índice

  1. O que caracteriza uma infração de trânsito?
  2. Quais as categorias das infrações de trânsito?
  3. Quais as infrações de trânsito mais comuns?
  4. Quais as penalidades para cada tipo de infração?
  5. Como evitar essas infrações de trânsito?
  6. Como controlar e economizar com infrações de trânsito?

O que caracteriza uma infração de trânsito?

Como já é de conhecimento geral, as infrações de trânsito são aplicadas para que o trânsito seja regulamentado e organizado.

As infrações têm um papel fundamental para que o trânsito seja harmonioso. O que significa que, se não houvessem essas punições específicas para as leis, ninguém iria cumprí-las e o tráfego de veículos se tornaria um caos.

Ou seja, uma infração de trânsito é sofrida quando há a violação de qualquer lei ou regulamento previamente definidos. Essas leis são estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é ele que decide se um ato é uma infração ou não.

Os atos de um motorista, pedestre ou até mesmo passageiro pode ser considerado inadequado quando há um desrespeito das normas preestabelecidas, pois, é entendido que isso pode ameaçar a segurança e a fluidez do trânsito.

Essas infrações podem ser classificadas em diferentes graus de gravidade, sendo desde infrações leves, que resultam em multas e pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), até infrações consideradas graves ou gravíssimas, que possuem penalidades mais rigorosas, desde a suspensão da CNH e podendo chegar até mesmo à detenção, dependendo do contexto do ocorrido.

Quais as categorias das infrações de trânsito?

As infrações de trânsito são classificadas em quatro categorias diferentes, que se definem de acordo com a gravidade e o risco que essas violações exercem sobre a segurança no trânsito e a ordem pública. 

Essas categorias são divididas em: infrações leves, médias, graves e gravíssimas. Cada uma delas carrega consigo penalidades que são proporcionais à gravidade, visando incentivar o cumprimento das normas de tráfego e garantir a segurança de todos os envolvidos.

As infrações leves são aquelas de menor gravidade, muitas vezes relacionadas a negligências mais sutis, como estacionar em local proibido ou deixar de usar o cinto de segurança. 

As penalidades para essas infrações geralmente envolvem multas de trânsito e a retirada de alguns pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Já as infrações médias envolvem irregularidades um pouco mais sérias, como transitar em faixa exclusiva para ônibus ou estacionar em locais inadequados. As penalidades incluem multas com valores mais altos e uma quantidade maior de pontos na CNH do infrator.

As infrações graves são ainda mais sérias, essas infrações representam comportamentos que representam um risco mais considerável para a segurança no trânsito, como desrespeitar a sinalização de parada obrigatória ou não ceder passagem ao pedestre. 

Nesses casos, as penalidades se tornam mais severas, incluindo multas com valores ainda mais altos que as infrações médias, acúmulo significativo de pontos na CNH e até mesmo a suspensão temporária do direito de dirigir.

Por fim, as infrações gravíssimas são as mais críticas, se dirigindo a ações que representam um perigo grave para a vida e a integridade de todos os envolvidos no trânsito. 

Alguns exemplos são dirigir sob influência de álcool ou substâncias ilícitas, realizar ultrapassagens perigosas e ficar muito acima da velocidade permitida na via. 

As penalidades são as mais severas, com multas altíssimas, suspensão prolongada ou até mesmo a cassação da CNH, além da possibilidade de medidas judiciais, como prisão em certos casos.

Em resumo, essa divisão das infrações em leves, médias, graves e gravíssimas tem como objetivo estabelecer uma estrutura coerente de penalidades que promova um ambiente de tráfego mais seguro e consciente, com a intenção de incentivar os condutores a obedecerem rigorosamente às leis de trânsito. 

Quais as infrações de trânsito mais comuns?

Agora que já temos um conhecimento maior sobre as infrações de trânsito, há infrações mais comuns de acontecerem. Abaixo, classificaremos algumas das infrações de trânsito mais comuns, apresentaremos o nível de gravidade das mesmas e as penalidades previstas.

As infrações de trânsito mais comuns são:

Velocidade até 20% acima do permitido: considerada uma infração média, resulta na perda de 4 pontos na CNH e multa de aproximadamente R$130,16.

Velocidade entre 20% e 50% acima do permitido: É uma infração de natureza grave, acarreta perda de 5 pontos e multa de aproximadamente R$195,23.

Velocidade maior de 50% acima do permitido: Nesse caso, já é considerado uma infração gravíssima, levando a perda de 7 pontos, multa de aproximadamente R$880,41 e suspensão da CNH.

Ultrapassagens Proibidas ou Irregulares: A multa irá variar de acordo com o risco que foi oferecido, podendo ser de leve a gravíssima, multa fica num valor entre R$130 a R$1.467,35, resultando na perda até 7 pontos na CNH.

Uso de Celular ao Dirigir: É considerada uma infração gravíssima, fazendo com que o condutor perca de 7 pontos em sua CNH e sofra uma multa de aproximadamente R$293,47.

Volume Alto do Som: Quando acima dos limites permitidos, é uma infração grave, levnado a perda de 5 pontos e multa aproximada de R$195,23.

Não Dar Preferência a Pedestres na Faixa: Se caracteriza uma infração gravíssima, levando a perda de 7 pontos e multa de R$293,47.

Dirigir com CNH Vencida: Uma infração gravíssima, levando a uma multa R$293,47, e apreensão do veículo após 30 dias de vencimento.

Transitar em calçadas ou ciclovias: É uma infração gravíssima, multa no valor de aproximadamente R$880,41 e perda de 7 pontos na CNH.

Quais as penalidades para cada tipo de infração?

As penalidades vão depender de acordo com a gravidade da infração cometida, portanto, é necessário que se tenha conhecimento das infrações de leis de trânsito.

Para se manter sempre atualizado, acompanhe o Blog da frota 162 e canais de notícia, facilitando ainda mais o seu dia a dia e melhorando a situação do trânsito.

Como evitar essas infrações de trânsito?

Há algumas maneiras eficazes de evitar essas infrações. Uma dessas maneiras que te ajudam a evitar infrações e diminuir custos é capacitar os seus condutores, isso pode ser feito de várias formas, ficando a seu critério ver qual a forma mais viável.

Capacitando seus condutores, é possível que a equipe tenha mais consciência e competência sobre os atos que são certos e errados, assim, evitando mais problemas no trânsito, diminuindo suas multas e seus gastos.

Uma capacitação boa para praticar com seus condutores, evitar essas multas e possivelmente até economizar com isso é a Direção Defensiva.

Essa capacitação irá desempenhar um papel importante para que seus condutores dirijam de forma mais segura e consciente. Dessa forma, além das multas, ainda seria possível evitar acidentes, que podem acarretar em perdas bem maiores que financeiras, como a vida.

Esse método, se trata de um conjunto de técnicas e atitudes que visam prevenir acidentes e minimizar os riscos que o trânsito pode trazer. 

Ao adotar a estratégia de direção defensiva, os condutores assumem uma postura proativa e mais atenta, onde conseguem se antecipar em situações que podem ser de risco e agir de forma preventiva.

Algumas dicas para manter uma direção defensiva são:

  • Evitar distrações, como celular;
  • Estar alerta com o ambiente ao redor; 
  • Respeitar as leis de trânsito;
  • Manter uma distância segura do veículo da frente;

É muito importante que o veículo seja regularmente revisado e com um bom funcionamento. Verificar freios, pneus, faróis e outros aspectos importantes é necessário para garantir que estejam em perfeitas condições. 

Isso não só irá evitar possíveis falhas mecânicas como também contribuirá para uma condução mais segura e menos problemas no seu dia a dia.

Como controlar e economizar com infrações de trânsito?

As infrações de trânsito são inevitáveis, principalmente para empresas com diversos veículos e condutores variados. Portanto, apesar de todas as medidas que você aplique, elas ainda virão.

Para isso, é importante que você tenha controle de suas infrações e seus condutores. Fazendo isso, além das medidas preventivas, você poderá economizar ainda mais com multas veiculares.

Esse controle pode ser feito através de planilhas, recolhendo todos os dados e organizando-os, te permitindo uma melhor visão e ajudando a tomar decisões mais assertivas.

Porém, esse processo pode não ser muito intuitivo, justamente por ser manual, você pode acabar perdendo informações e é necessário ter um conhecimento um pouco maior de planilhas para fazer essa gestão da forma mais eficiente, por isso o mais interessante seria usar plataformas que fazem isso automaticamente, como a Frota 162.

Com a plataforma Frota 162, você terá todos os seus dados sobre suas infrações sofridas SEMANALMENTE reunidas  dentro de um só lugar. 

Trazemos automaticamente as infrações registradas pela sua frota em TODOS os estados do Brasil, fornecendo cobertura para mais de 5 mil órgãos em âmbito nacional. 

Isso te permitirá pagar antecipadamente e ter uma economia de até 40% com suas multas e condutores.

Além disso, apresentamos essas informações em um sistema simples e intuitivo, lhe permitindo previsibilidade e insights únicos.

Você também terá acesso à relatórios para auxiliar na gestão, podendo ter uma melhor gestão de suas multas e condutores.

Conheça outros benefícios da plataforma:

  • Desconto garantido de 20% pagando as multas antes do vencimento;
  • Facilidade na indicação de condutor, evitando mais gastos;
  • Acompanhamento da situação da CNH do motorista;
  • Relatórios precisos para te ajudar a gerir sua frota;
  • Pagar TODAS as multas em poucos cliques;
  • E muito mais!

Clique abaixo e experimente nossa plataforma gratuitamente:

Infrações de trânsito mais comuns: confira quais são!

Perguntas Frequentes

O que são infrações de trânsito?

Uma infração de trânsito se refere a qualquer tipo de violação das leis e regulamentos estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

A conduta do motorista, passageiro ou pedestre é considerada inadequada ou ilegal quando essa não vai de acordo com as normas estabelecidas para garantir a segurança dos mesmos e de terceiros, além de atrapalhar a fluidez do tráfego.

Quais infrações suspendem o direito de dirigir?

Infrações que resultam na suspensão da sua CNH são consideradas gravíssimas. É importante ressaltar que, ao acumular um grande número de pontos, sua CNH fica sujeita a suspensão, independentemente do tipo de infração cometida.

Qual a importância de controlar as infrações da sua frota?

Controlar as multas da frota é essencial para reduzir custos, orientar melhor os motoristas sobre a utilização dos veículos e sobre direção segura, evitar pagamentos desnecessários e evitar despesas adicionais, além de prevenir multas e aumentar a produtividade de sua equipe.

Como fazer uma planilha de controle das infrações de trânsito?

Para criar uma planilha de infrações de trânsito, você deve inserir manualmente os dados de suas multas de trânsito em um programa de planilha eletrônica, como o Excel.

O que significa que, apesar de ajudar na organização da empresa, essa não é uma solução tão completa quanto um software de gestão de frotas. 

Além disso, pode ser considerada atrasada pois, os principais benefícios estariam disponíveis na gestão de multas e condutores, que levaria o gestor a ter descontos e economia de tempo, o que já não seria possível com esse método da planilha.

A planilha de gestão de multas é uma solução eficiente?

A planilha é limitada quando se comparada à plataformas especializadas. As plataformas auxiliam com a centralização de todas as informações em um único lugar, tornando o acesso mais fácil e trazendo visibilidade a gestão de frotas da sua empresa.

Com uma solução automatizada e inteligente é possível otimizar o seu trabalho, da sua equipe e ajudar a sua empresa a não perder os prazos para o pagamento das multas ou pedidos de recurso. Garantindo mais tempo e uma economia de até 40%.

  • Compartilhar:

Comentários

Matérias relacionadas:

img post
5 de fevereiro de 2024

Multa Gravíssima: como evitar a suspensão da CNH?

Leia a matéria

img post
5 de dezembro de 2023

O que é SNE? Tudo o que você precisa saber

Leia a matéria

img post
27 de novembro de 2023

Como consultar e pagar o IPVA pela internet 2024

Leia a matéria

Assine a nossa
newsletter

    © 2022 Frota 162 - Todos os direitos reservados.